Artigos em Destaque

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Para obedecer a voz da fé você precisa obedecer o que Deus requer de você.

E isso exige coragem, e determinação de sua parte, disposição seria a palavra-chave.

Se você se dispõe então traz à existência aquilo que não existe por conta dessa fé praticada.

Não confunda a fé com um sentimento, não é um pensamento positivo, e você não precisa sentir nada para agir, você precisa apenas crêr no seu íntimo que a direção que está a receber vem do próprio Deus e por isso ao praticá-la você está fazendo a melhor escolha e será a maior beneficiada por obedecê-la.

Você não prova que crê dizendo com suas palavras, e nem dizendo que quer crer, mas quando manifesta uma atitude em relação a sua crença, por isso abre mão de algo para provar para Deus que confia verdadeiramente na sua proposta de vida nova para si.

Quando Deus revela a alguém essa fé sacrificial, sim, pois é Ele quem revela, é porque deseja fazer com essa pessoa uma aliança, e torná-la a própria bênção.

"Ora, Àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo que pedimos ou pensamos, conforme o Seu poder que opera em nós..." (Efésios 3:20)

 O poder de Deus que opera em nós é exatamente essa que nos foi revelada, e ela é capaz de realizar o inimaginável. Veja que a grandeza de Deus não lhe permite realizar coisas pequenas, por isso que na parceria com Ele você deve ter visão e pensar grande. É você que condiciona sua fé, é você que diz como esse poder vai operar, e até onde vai lhe levar!

Deus te abençoe!



Fé sacrificial - ela exige prática

Para obedecer a voz da fé você precisa obedecer o que Deus requer de você.

E isso exige coragem, e determinação de sua parte, disposição seria a palavra-chave.

Se você se dispõe então traz à existência aquilo que não existe por conta dessa fé praticada.

Não confunda a fé com um sentimento, não é um pensamento positivo, e você não precisa sentir nada para agir, você precisa apenas crêr no seu íntimo que a direção que está a receber vem do próprio Deus e por isso ao praticá-la você está fazendo a melhor escolha e será a maior beneficiada por obedecê-la.

Você não prova que crê dizendo com suas palavras, e nem dizendo que quer crer, mas quando manifesta uma atitude em relação a sua crença, por isso abre mão de algo para provar para Deus que confia verdadeiramente na sua proposta de vida nova para si.

Quando Deus revela a alguém essa fé sacrificial, sim, pois é Ele quem revela, é porque deseja fazer com essa pessoa uma aliança, e torná-la a própria bênção.

"Ora, Àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo que pedimos ou pensamos, conforme o Seu poder que opera em nós..." (Efésios 3:20)

 O poder de Deus que opera em nós é exatamente essa que nos foi revelada, e ela é capaz de realizar o inimaginável. Veja que a grandeza de Deus não lhe permite realizar coisas pequenas, por isso que na parceria com Ele você deve ter visão e pensar grande. É você que condiciona sua fé, é você que diz como esse poder vai operar, e até onde vai lhe levar!

Deus te abençoe!



Posted at 10:55 |  by Roberta Kelly Oliveira

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Quando eu sacrifico estou dizendo não para a minha carne, para o meu "eu", para os meus sentimentos, para fazer a vontade do Espírito, da Palavra de Deus.

Sacrifício é o caminho mais curto para a realização dos seus sonhos.

Foi exatamente o que o Senhor Jesus fez, se entregou, se deu, se negou, se sacrificou e deixou a receita para todos os que desejassem segui-lo de fato e de verdade.

"E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me." Lucas 9:23

 E é exatamente por isso que o sacrifício nos aproxima de Deus, pois nele está contida a obediência a sua     Palavra.

"Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo." (1 Pedro 2:5)

Essa palavra trouxe vida a todos os que estavam mortos espiritualmente, porque essa palavra colocada em prática e capaz de transformar aquele que crê na Palavra de Deus e se adequa a ela.

Todas as vezes que você desejar se aproximar de Deus lembre-se que precisará sacrificar a sua vontade pela dele. Você só conseguirá fazer isso usando a fé sacrificial, a fé que lhe faz crer que a vontade de Deus é a melhor escolha para sua vida, quando você usa essa fé é porque creu primeiro, e é assim que você começa a honrar verdadeiramente a Deus.

Deus te abençoe!

Fé sacrificial - porque ela honra a Deus

Quando eu sacrifico estou dizendo não para a minha carne, para o meu "eu", para os meus sentimentos, para fazer a vontade do Espírito, da Palavra de Deus.

Sacrifício é o caminho mais curto para a realização dos seus sonhos.

Foi exatamente o que o Senhor Jesus fez, se entregou, se deu, se negou, se sacrificou e deixou a receita para todos os que desejassem segui-lo de fato e de verdade.

"E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me." Lucas 9:23

 E é exatamente por isso que o sacrifício nos aproxima de Deus, pois nele está contida a obediência a sua     Palavra.

"Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo." (1 Pedro 2:5)

Essa palavra trouxe vida a todos os que estavam mortos espiritualmente, porque essa palavra colocada em prática e capaz de transformar aquele que crê na Palavra de Deus e se adequa a ela.

Todas as vezes que você desejar se aproximar de Deus lembre-se que precisará sacrificar a sua vontade pela dele. Você só conseguirá fazer isso usando a fé sacrificial, a fé que lhe faz crer que a vontade de Deus é a melhor escolha para sua vida, quando você usa essa fé é porque creu primeiro, e é assim que você começa a honrar verdadeiramente a Deus.

Deus te abençoe!

Posted at 19:36 |  by Roberta Kelly Oliveira

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Desde que comecei a sacrificar em uma campanha de Israel aos meus 14 anos (que me tenho memória) descobri que tinha mais força do que imaginava. Todas as vezes que eu subia no altar já descia com a visão e direção pra novidades em minha vida e sempre foi assim desde então.

O sacrifício como falei no último post me aproxima de Deus porque nele não existe a minha vontade, o meu querer, e muito menos o meu coração. Só existe um desejo sincero de colocar Deus em primeiro lugar e satisfazê-lo e agradá-lo em tudo.

Eu nunca abri mão de algo que Deus não me tivesse dado novamente muitas vezes mais depois. Não recordo de sequer ter sentido saudades daquilo, porque não visava o que estava deixando no Altar, mais o que o Altar poderia me dar que é muito maior e superior do que sequer possa ocorrer em minha imaginação. Foi dessa fé e dessa entrega que eu conheci o Deus que hoje sirvo com tanto prazer.

Sabe amiga, talvez você não entenda o quão importante é a oferta para sua própria vida, porque você não a vê como uma maneira de se aproximar do seu Senhor. E ai nunca consegue desfrutar do que outros desfrutam, porque não consegue entregar tudo de si.

Quando se entrega sem reservas você está indo na contra mão desse mundo, e parece estar cometendo uma grande loucura para quem é natural e não vive no mundo espiritual que vivemos.

Mas é aí que está o seu diferencial, sim porque você não faz parte desse mundo, está nele apenas de passagem. Observe quantas vezes viu grandes livramentos em sua vida e coisas que aconteceram para lhe abençoar sem que você esperasse, mas aconteceram porque você confiou?

Quando eu confio é assim, eu entrego.

Entrego aquilo que Deus me pede.

Seja o que for amiga, um pensamento ou sentimento, uma idéia contrária a de Deus, entregue. Um namoro que te leva a pecar, entregue. Creia que Deus tem preparado algo muito melhor para você e que lhe completará e suprirá em tudo! Entregue esse rancor, e esse ódio que te consome por dentro. Entregue a rebeldia e orgulho que não lhe deixa abrir a boca para pedir perdão. Entregue o egoísmo de não querer que a outra ao seu lado seja abençoada ou feliz. Entregue as críticas de pensar que sempre está com a razão e não aceitar as diferenças daquela colega de trabalho. Entregue a ira, a discórdia, entregue os maus olhos, a malícia, entregue. Quando você entregar e abrir mão estará verdadeiramente pronta para se apresentar como sacrifício santo, perfeito e agradável ao nosso Deus.

Estamos nessa fé!

Fé sacrificial - quando eu entrego

Desde que comecei a sacrificar em uma campanha de Israel aos meus 14 anos (que me tenho memória) descobri que tinha mais força do que imaginava. Todas as vezes que eu subia no altar já descia com a visão e direção pra novidades em minha vida e sempre foi assim desde então.

O sacrifício como falei no último post me aproxima de Deus porque nele não existe a minha vontade, o meu querer, e muito menos o meu coração. Só existe um desejo sincero de colocar Deus em primeiro lugar e satisfazê-lo e agradá-lo em tudo.

Eu nunca abri mão de algo que Deus não me tivesse dado novamente muitas vezes mais depois. Não recordo de sequer ter sentido saudades daquilo, porque não visava o que estava deixando no Altar, mais o que o Altar poderia me dar que é muito maior e superior do que sequer possa ocorrer em minha imaginação. Foi dessa fé e dessa entrega que eu conheci o Deus que hoje sirvo com tanto prazer.

Sabe amiga, talvez você não entenda o quão importante é a oferta para sua própria vida, porque você não a vê como uma maneira de se aproximar do seu Senhor. E ai nunca consegue desfrutar do que outros desfrutam, porque não consegue entregar tudo de si.

Quando se entrega sem reservas você está indo na contra mão desse mundo, e parece estar cometendo uma grande loucura para quem é natural e não vive no mundo espiritual que vivemos.

Mas é aí que está o seu diferencial, sim porque você não faz parte desse mundo, está nele apenas de passagem. Observe quantas vezes viu grandes livramentos em sua vida e coisas que aconteceram para lhe abençoar sem que você esperasse, mas aconteceram porque você confiou?

Quando eu confio é assim, eu entrego.

Entrego aquilo que Deus me pede.

Seja o que for amiga, um pensamento ou sentimento, uma idéia contrária a de Deus, entregue. Um namoro que te leva a pecar, entregue. Creia que Deus tem preparado algo muito melhor para você e que lhe completará e suprirá em tudo! Entregue esse rancor, e esse ódio que te consome por dentro. Entregue a rebeldia e orgulho que não lhe deixa abrir a boca para pedir perdão. Entregue o egoísmo de não querer que a outra ao seu lado seja abençoada ou feliz. Entregue as críticas de pensar que sempre está com a razão e não aceitar as diferenças daquela colega de trabalho. Entregue a ira, a discórdia, entregue os maus olhos, a malícia, entregue. Quando você entregar e abrir mão estará verdadeiramente pronta para se apresentar como sacrifício santo, perfeito e agradável ao nosso Deus.

Estamos nessa fé!

Posted at 12:42 |  by Roberta Kelly Oliveira

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Uma das coisas mais interessantes na mudança de vida radical de uma pessoa é quando você observa ela manifestar essa fé sem medo. Não é levada por uma emoção ou empolgação que ela adere a fé sacrificial até porque não suportaria praticá-la, aonde existe sacrifício há o fogo de Deus queimando naquele lugar, e o fogo está aceso e ardendo ali, como poderia esse fogo não queimar suas vontades e emoções?

Essa fé pensa, e te faz ver a grandiosidade que é servir ao Deus de Israel, o Deus invisível como os povos das nações inimigas diziam entre si, mas que trazia e traz a existência aquilo que não existe.

Quando estou manifestando a minha fé em Deus através da obediência a sua voz estou sacrificando o meu querer e me torno mais forte porque passo a colocar então Deus aonde ele sempre deveria estar:  no primeiro lugar da minha vida.

Veja que enquanto Deus não é o primeiro há grande dificuldade de se abrir mão até de coisas pequenas que nem exigem tanto esforço assim.

É como se aquilo que é pequeno e que deveria vencer com facilidade se torne forte e me pareça um gigante porque não creio no poder de Deus a ponto de obedecer e ousar com minha fé.

Para se ousar tem que se ter certeza, e essa só existe quando estou sacrificando, pois dentro de mim já começa a existir uma diferença, se acende até mesmo o entendimento que estava apagado e a visão abre pois lhe estava turva. Vê que aquilo que está a abrir mão não é nada comparado ao que lhe está preparado.

Você pode experimentar tudo isso. Mas entenda que é uma escolha, todos os testemunhos que você  assiste ou ouve já estiveram em situação até mesmo pior do que você está hoje mas ao entender a proposta dessa fé eles escolheram praticar e hoje colhem os frutos dessa inteligente decisão.

Deus fale com você além dessas palavras, na fé!

Fé sacrificial - quando eu decido agradar a Deus

Uma das coisas mais interessantes na mudança de vida radical de uma pessoa é quando você observa ela manifestar essa fé sem medo. Não é levada por uma emoção ou empolgação que ela adere a fé sacrificial até porque não suportaria praticá-la, aonde existe sacrifício há o fogo de Deus queimando naquele lugar, e o fogo está aceso e ardendo ali, como poderia esse fogo não queimar suas vontades e emoções?

Essa fé pensa, e te faz ver a grandiosidade que é servir ao Deus de Israel, o Deus invisível como os povos das nações inimigas diziam entre si, mas que trazia e traz a existência aquilo que não existe.

Quando estou manifestando a minha fé em Deus através da obediência a sua voz estou sacrificando o meu querer e me torno mais forte porque passo a colocar então Deus aonde ele sempre deveria estar:  no primeiro lugar da minha vida.

Veja que enquanto Deus não é o primeiro há grande dificuldade de se abrir mão até de coisas pequenas que nem exigem tanto esforço assim.

É como se aquilo que é pequeno e que deveria vencer com facilidade se torne forte e me pareça um gigante porque não creio no poder de Deus a ponto de obedecer e ousar com minha fé.

Para se ousar tem que se ter certeza, e essa só existe quando estou sacrificando, pois dentro de mim já começa a existir uma diferença, se acende até mesmo o entendimento que estava apagado e a visão abre pois lhe estava turva. Vê que aquilo que está a abrir mão não é nada comparado ao que lhe está preparado.

Você pode experimentar tudo isso. Mas entenda que é uma escolha, todos os testemunhos que você  assiste ou ouve já estiveram em situação até mesmo pior do que você está hoje mas ao entender a proposta dessa fé eles escolheram praticar e hoje colhem os frutos dessa inteligente decisão.

Deus fale com você além dessas palavras, na fé!

Posted at 07:37 |  by Roberta Kelly Oliveira

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Você já viu pessoas de boa vontade? São excelentes em servir, e estão sempre dispostas. Mas para sacrificar não basta ter boa vontade, até porque não se trata de um favor, mas é sua vida que está em jogo.

O erro que mais percebo é que muitas pessoas querem que Deus se manifeste em suas vidas, que lhes faça justiça, mas elas não são justas diante de Deus, seja no sentido físico ou espiritual da oferta.

Muitos pensam que fazer o que é de boa vontade é suficiente, elas não provocam uma reação de Deus com suas atitudes.

Veja que quando você confia em Deus se lança de cabeça e não tem nada a perder exatamente porque crê. A fé te segura, a obediência te respalda.

Não adianta você honrar mais seu filho do que a Deus. Ou outro exemplo para que entenda melhor, vejamos:

Segundo a Bíblia a mulher sem palavra alguma pode converter seu marido incrédulo.

Mas para isso há o sacrifício dela se calar, e falar apenas na hora certa, fácil? Não! Mas se ela crer então ela obedece e pratica porque confia em Deus. Confia que sua obediência transformará seu marido, então ela tem autoridade para cobrar de Deus porque está sacrificando. Mas a esposa que tem boa vontade para com o marido tem seu limite, só o trata bem quando este a trata bem também, não vai além; já a que sacrifica não tem limites, independente da circunstância ela sacrifica, porque crê na Palavra de Deus e também naquele casamento e por isso muitas através dessa fé sacrificial conseguem verdadeiramente a conversão do marido.

A boa vontade faz a pessoa ajudar o próximo, estender a mão, mas não muda a vida de ninguém. O sacrifício sim, transforma. Ainda que você apresente a Deus de boa vontade sua vida, sua oferta, ela não trará o resultado que o sacrifício faz, pois ainda que seja de boa vontade, ainda há nele a sua vontade e não a vontade de Deus.

Veja que na obediência já está inserido o próprio sacrifício, porque primeiro está a sacrificar o seu "eu",  a sua vontade, então assim há dor, estará abrindo mão agora, para receber algo muito maior de Deus lá na frente, e isso ninguém poderá arrancar de você. Pois tudo que plantamos no Altar é estabelecido pelo próprio Deus.

Fique na fé!

Fé sacrificial x boa vontade

Você já viu pessoas de boa vontade? São excelentes em servir, e estão sempre dispostas. Mas para sacrificar não basta ter boa vontade, até porque não se trata de um favor, mas é sua vida que está em jogo.

O erro que mais percebo é que muitas pessoas querem que Deus se manifeste em suas vidas, que lhes faça justiça, mas elas não são justas diante de Deus, seja no sentido físico ou espiritual da oferta.

Muitos pensam que fazer o que é de boa vontade é suficiente, elas não provocam uma reação de Deus com suas atitudes.

Veja que quando você confia em Deus se lança de cabeça e não tem nada a perder exatamente porque crê. A fé te segura, a obediência te respalda.

Não adianta você honrar mais seu filho do que a Deus. Ou outro exemplo para que entenda melhor, vejamos:

Segundo a Bíblia a mulher sem palavra alguma pode converter seu marido incrédulo.

Mas para isso há o sacrifício dela se calar, e falar apenas na hora certa, fácil? Não! Mas se ela crer então ela obedece e pratica porque confia em Deus. Confia que sua obediência transformará seu marido, então ela tem autoridade para cobrar de Deus porque está sacrificando. Mas a esposa que tem boa vontade para com o marido tem seu limite, só o trata bem quando este a trata bem também, não vai além; já a que sacrifica não tem limites, independente da circunstância ela sacrifica, porque crê na Palavra de Deus e também naquele casamento e por isso muitas através dessa fé sacrificial conseguem verdadeiramente a conversão do marido.

A boa vontade faz a pessoa ajudar o próximo, estender a mão, mas não muda a vida de ninguém. O sacrifício sim, transforma. Ainda que você apresente a Deus de boa vontade sua vida, sua oferta, ela não trará o resultado que o sacrifício faz, pois ainda que seja de boa vontade, ainda há nele a sua vontade e não a vontade de Deus.

Veja que na obediência já está inserido o próprio sacrifício, porque primeiro está a sacrificar o seu "eu",  a sua vontade, então assim há dor, estará abrindo mão agora, para receber algo muito maior de Deus lá na frente, e isso ninguém poderá arrancar de você. Pois tudo que plantamos no Altar é estabelecido pelo próprio Deus.

Fique na fé!

Posted at 18:00 |  by Roberta Kelly Oliveira
Blog Vivemos em Comunhão: Por Roberta Kelly
Copyright © 2013 Vivemos em Comunhão. WP Theme-junkie converted by BloggerTheme9
Tradução:Templates para Blogger
back to top